Atuação policial em ambientes privados abertos ao público

23/10/2017 | Compartilhe:

Em diversos momentos a Polícia Militar (PM) efetua rondas, abordagens e boletins de ocorrências em ambientes privados abertos ao público, como por exemplo o Parque Malwee. Mas surgem comentários feitos em redes sociais que questionam essa atuação, pois, enfatizam, que é ambiente privado. Assim, refletimos para esclarecer o tema:

A Constituição Brasileira de 1988 confere às Polícias Militares a missão principal de preservar a Ordem Pública (conceito que abrange a segurança, tranquilidade, salubridade pública e dignidade da pessoa humana) e responsável pela Polícia Ostensiva.

Com essa missão constitucional, a instituição policial-militar exerce papel estratégico, pois atua diariamente nos mais diversos ambientes de uma cidade, mantendo contato frequente com as pessoas, trabalhando para evitar que o crime e a violência ocorram.

Dessa forma, os policiais militares atuam nos mais variados locais e horários, abrangendo as mais variadas formas de policiamento e interações sociais.

O Parque Malwee, utilizado como exemplo, compreende espaço privado, mas aberto à visitação pública, com restrições em horários pré-determinados. Por sua dimensão e características, despertam os olhares da PM, que por vezes patrulham o local para manter a Ordem Pública, ou seja, buscam garantir a tranquilidade e segurança dos frequentadores, agindo, se necessário for, para coibir qualquer tipo de crime, por proatividade ou quando solicitados pelo 190.

Em outras palavras, para garantirem a Ordem Pública, poderão realizar abordagem policial, que se materializa em ações em que a situação exija intervenção policial, seja para se aproximar, interpelar, identificar ou proceder buscas.  A motivação inicial para abordagem pessoal, ressaltamos, dá-se para interromper um crime, cumprir ordem judicial, confirmar atitude ou fundada suspeita, averiguar comportamento incivilizado ou meramente averiguação de rotina.

Portanto, o trabalho da Polícia Militar busca a prevenção acima de tudo, e contamos com a participação e colaboração de todos, inclusive de você.

Apoie quem te protege!

Texto: aspirante a oficial Leandro Dirnschnabel

 

Retornar para Home
1º Sargento Luiz Wiltner

1º Sargento Luiz Wiltner

Seção de Comunicação Social

Somos 14º Batalhão Governo de Santa Catarina 14º Batalhão | Somos online