Homenagem: alameda tenente-coronel Leônidas Cabral Herbster

14/10/2020 | Compartilhe:

Como forma de homenagear uma das grandes figuras históricas de Jaraguá do Sul e da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC), no dia 2 de setembro foi denominada uma das vias internas do quartel do 14ºBatalhão, em Jaraguá do Sul, como alameda tenente-coronel Leônidas Cabral Herbster.

Mas quem foi esse personagem e qual a importância para a cidade de Jaraguá do Sul e para a PMSC?

Museu Emílio Silva

A volta ao passado inicia em frente ao prédio histórico que atualmente abriga o Museu Emílio Silva, no Centro de Jaraguá do Sul.

Na fachada, o nosso personagem homenageado, tenente-coronel coronel Leônidas Cabral Herbster, deixou a sua marca. – Você consegue identificar?

Fotografia: arquivo IBGE

Antes de revelar a marca, continuemos com a história:

Leônidas Cabral Herbster – Cidadão Jaraguaense

Nasceu no dia 05 de junho de 1903, em Maranguape, Ceará, e faleceu em 20 de novembro de 1969.

Filho de Manoel e Joana Cabral Herbster. Casou-se com Anna Braga, filha de João Fernandes Braga e Angelina Braga dos Reis. O casal teve dois filhos: Walter Herbster e  Waldéia Herbster

Na carreira militar foi 2º tenente em 02 de julho 1932; 1º tenente em 27 de fevereiro de 1938; major em 23 de março de 1941, e tenente-coronel.

Na vida pública, Lêonidas  exerceu várias funções, como por exemplo, prefeito da cidade de Caçador, planalto norte de Santa Catarina, em 27 de maio de 1935.

Em janeiro de 1938, foi Militar da Marinha, em Florianópolis, mesmo ano em que começou a fazer parte da história de Jaraguá do Sul, pois foi designado para assumir a Delegacia Auxiliar da Comarca de Jaraguá, deixando a capital catarinense para fazer história no município jaraguaense.

No dia 4 de fevereiro de 1938, foi nomeado pelo Interventor Nereu Ramos, para o cargo em comissão de Prefeito Municipal de Jaraguá.

Em sua gestão no município jaraguaense, podem ser citadas a construção de 17 pontes de madeira, algumas cobertas com folhas de zinco; prédios escolares; prédio da Intendência de Hansa Humbold, hoje município de Corupá; a Estação Rodoviária (1944); a Praça da Rodoviária; a Cadeia Pública; e o Prédio da Prefeitura (1941), que posteriormente abrigou o Fórum e depois a Câmara de Vereadores, e atualmente abriga o Museu Municipal Emílio Silva.

No dia 16 de maio de 1963, pela Lei 72, Leônidas Cabral Herbster recebeu o título de Cidadão Jaraguaense.

Voltemos ao Museu

De volta ao nosso ponto de partida, no Museu Emílio Silva, vamos revelar a marca deixada por Leônidas.

Para tanto, voltemos o nosso olhar para os dois pilares centrais, bem no alto. Percebam que lá estão desenhadas a letra “H”, que é exatamente a inicial do sobrenome Herbster.

 

14º Batalhão – Honrando memórias

Assim, com o intuito de valorizar essas memórias que tangenciaram em vida o tenente-coronel Leônidas Cabral Herbster, destacando a sua importância para a história de Jaraguá do Sul e da PMSC, a principal via que circunda o palanque de autoridades (local onde são realizadas solenidades militares) e o local em que as bandeiras são hasteadas no 14º Batalhão, foi denominada de alameda tenente-coronel PM Leônidas Cabral Herbster.

Para o comandante do 14º Batalhão, tenente-coronel Marcio Leandro Reisdorfer, a denominação dessa via interna é um resgate histórico que objetiva valorizar aqueles que deixaram um importante legado e, assim, cujos nomes poderão ser contemplados pelas gerações futuras.

Somos 14º Batalhão
Protegendo o presente,
com olhar no futuro.

Polícia Militar de Santa Catarina
Preservar a Ordem
Proteger a Vida

 

Participe do grupo de notícias do 14º Batalhão Retornar para Home
Subtenente Luiz Wiltner

Subtenente Luiz Wiltner

Seção de Comunicação Social

Somos 14º Batalhão Governo de Santa Catarina 14º Batalhão
----------- +++++++++++